Publicidade

Artigos de saúde

Para ter um sorriso perfeito – parte II

© Equipe Editorial Bibliomed

Neste Artigo:

- Indicações e Contra-Indicações do clareamento:
- Segurança e Eficácia das Técnicas de Clareamento Dental
- Novas Modalidades de Clareamento
- Conclusão

Indicações e Contra-Indicações do clareamento:

Essa modalidade de tratamento está indicada para dentes manchados, pigmentados por excesso de ingestão de antibióticos (tetraciclinas), alterações de cor devido à idade, fluorose suave e dentes com canais tratados e que se tornam escuros ou que apresentam calcificações, que são aquelas manchas brancas e mais opacas. Porém existem algumas indicações que apresentam prognóstico incerto como: pigmentações nas cores azul, marrom ou cinza como nos casos de doenças congênitas como a incompatibilidade Rh, icterícia, problemas hepáticos etc. Mesmo com o prognóstico incerto o clareamento é sempre a primeira opção de escolha por ser mais conservadora e manter a integridade das estruturas dentárias sadias.

Um dos efeitos colaterais indesejáveis do tratamento clareador é um aumento da sensibilidade dos dentes, que frente a alterações térmicas dos alimentos, provoca certo tipo de dor. Pessoas que têm a sensibilidade aumentada, previamente a um tratamento clareador, podem responder com aumento dessa sensibilidade após o clareamento, devendo ser prevenidas por seus dentistas.

Também se recomenda a substituição de restaurações defeituosas previamente ao tratamento e a reversão de quadros de periodontites e gengivites antes de iniciar o clareamento.

Em pacientes portadores de condições pré-cancerígenas como fumantes, alcoólatras e pessoas com lesões na mucosa bucal, o clareamento pode não ser recomendado.

Segurança e Eficácia das Técnicas de Clareamento Dental

O papel do cirurgião dentista é propor ao paciente que o procura, meios seguros e eficazes para a resolução dos problemas a ele apresentados. No que se refere ao clareamento de dentes é pertinente a preocupação em relação aos possíveis efeitos da técnica e dos materiais utilizados, sobre a saúde do paciente, mais especificamente sobre esmalte, dentina, etc. Também é importante a preocupação com a relação custo/benefício resultante da aplicação das diversas técnicas de clareamento sobre os dentes.

O peróxido de hidrogênio, primariamente o agente empregado nos processos clareadores, é uma substância que ocorre naturalmente no organismo, é por ele metabolizado e está, freqüentemente, envolvido nos processos de cicatrização tecidual.

Em concentrações superiores às usuais, o peróxido de hidrogênio é ativo contra bactérias e, em concentrações muito elevadas, pode ser mutagênico, agindo na cadeia de DNA. Da forma como é empregado nos processos clareadores, o peróxido de hidrogênio pode ser considerado tão seguro quanto outros procedimentos rotineiramente praticados no dia a dia do cirurgião dentista.

Novas Modalidades de Clareamento

Novas técnicas de clareamento dental têm surgido nos últimos anos. Dentre estas, o uso de lâmpadas ativadoras e laser têm chamado a atenção de profissionais e pacientes. Por mais de 15 anos, lâmpadas têm sido empregadas para ativar ou acelerar o efeito dos agentes clareadores. Tais sistemas ainda são utilizados e se caracterizam pela aplicação de uma solução a base de peróxido de hidrogênio (35%) sobre os dentes a serem clareados e o uso de uma unidade emissora de luz. A lâmpada nada mais é do que um gerador de calor, aumentando a energia livre da reação de liberação de oxigênio, produzindo oxigenação e clareamento. Para ativar agentes clareadores fotossensíveis, lasers de argônio e CO2 têm sido empregados. O principio de ação do laser é semelhante ao das lâmpadas, ou seja, pela geração de calor, também maior do que quando se usam as lâmpadas fotopolimerizadoras convencionais.

Conclusão

As técnicas de clareamento de dentes ainda apresentam limitações, especialmente no que se refere à visualização dos resultados imediatos e a manutenção dos resultados a longo prazo. Além disto, todas as técnicas estão sujeitas a riscos e efeitos colaterais, que uma vez conhecidos podem ser minimizados e controlados. Apesar destas limitações, o clareamento dental é uma alternativa viável de tratamento estético na restauração da cor de dentes escurecidos/manchados,quando executados dentro de suas indicações, empregando o agente clareador apropriado e, principalmente quando realizado de acordo com um protocolo clinico adequado.

PALAVRA-CHAVE: estética, técnicas de clareamento dental, laser, manchas, clareadores.

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.                                        20 de Agosto de 2007



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: