Publicidade

Artigos de saúde

Síndrome do olho seco (Dry Eye)

Dr. Leôncio de Souza Queiroz Neto

Neste artigo:

- Qual a função das lágrimas?
- O que causa o olho seco?
- Sintomas
- Como diagnosticar?
- Tratamento

"Olho seco é um termo usado para descrever um grupo de diferentes doenças e condições que resultam da umidade e lubrificação inadequada do olho. É causada, geralmente, pela má qualidade da película que lubrifica os olhos. Apesar de milhões de pessoas sofrerem de olho seco, normalmente é difícil de ser diagnosticado por ser facilmente confundido com outras condições, como infecções ou alergias oculares. A Síndrome do Olho Seco é um dos problemas mais comuns, tratados por oftalmologistas. "

Qual a função das lágrimas?

O filme lacrimal é composto de 3 camadas. A camada mais externa, ou lipídica, previne a evaporação. A camada do meio chamada de aquosa, é responsável pela nutrição e oxigenação da córnea e a camada de mucina que umidifica o epitélio corneano. Além de lubrificar os olhos, as lágrimas são produzidas também como uma resposta reflexa aos estímulos exteriores (ferimento, emoção, etc.)

O que causa o olho seco?

O ambiente. Clima seco, com vento e ensolarado, fumaça de cigarro, a poluição, lugares fechados, calefação, ar condicionado e monitores de computador podem aumentar a evaporação e causar olho seco.

    1. Medicamentos: Descongestionantes e anti-histamínicos, tranqüilizantes, antidepressivos e pílulas para dormir, diuréticos, pílulas anticoncepcionais, alguns anestésicos, medicamentos para tratamento da hipertensão arterial (betabloqueadores) e para transtornos digestivos (anticolinérgico).

    2. Doenças Sistêmicas: artrite, lúpus, sarcoidose, Síndrome de Sjögren, alergias e doenças da pele e Parkinson.

    3. Lente de Contato: o uso pode agravar ou provocar o olho seco.

    4. Idade: como regra geral, com a idade, a produção de lágrimas diminui. Aos 65 anos, por exemplo, se produz 60% menos lágrimas que aos 18 anos. As mulheres freqüentemente têm problemas de olhos secos quando estão na menopausa por causa das mudanças hormonais.

Sintomas

- coceira
- queimação
- irritação
- olhos vermelhos
- visão borrada que melhora com o pisar
- lacrimejamento excessivo
- desconforto após ver televisão, ler ou trabalhar em computador

Como diagnosticar?

Há diversos métodos para diagnosticar olhos secos. O oftalmologista deve medir a produção, a taxa de evaporação e a qualidade das lágrimas, com testes específicos.

O teste de Shirmer é o mais utilizado para o diagnóstico de olho seco.

O teste consiste na colocação de uma tira de papel de filtro de 35 x 5mm, com os primeiros 5mm dobrados no fundo de saco conjuntival inferior. Após 5 minutos, mede-se a quantidade de umedecimento da tira de papel. Valores superiores a 15mm são considerados normais.

Tratamento

O tratamento é essencialmente sintomático. São 3 estágios de tratamento para o olho seco:

                1. substituição da lágrima
                2. estimulação da produção da lágrima
                3. conservação da lágrima.

  1. Substituição da lágrima: lágrimas artificiais. Existem as viscosas para quadros mais secos e as aquosas.
  2. Conservação da lágrima: a oclusão dos pontos lacrimais pode ser feita com plugs provisórios ou permanentes de silicone dentro dos ductos lacrimais. Os plugs podem ser introduzidos no olho manualmente pelo médico, no consultório sem que o paciente sinta dores.
  3. Estimulação da produção de lágrimas: alguns estudos estão sendo realizados para avaliar a importância da chamada "dieta no tratamento do olho seco". A dieta consiste na maior ingestão do ácido graxo essencial Ômega 3. A dieta deve ser rica em vitamina E, vitamina A e suplementos com Ômega 3 (nozes, sementes de linhaça e verduras), e também evitar carboidratos, gorduras e carne de vaca.

 Fonte: www.drqueirozneto.com.br

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.                                      27 de Novembro de 2003



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: