Publicidade

Artigos de saúde

Mordidas de Animais ou Seres Humanos

Definição

1- Mordidas de animais selvagens com risco de transmissão de raiva

A raiva é uma doença mortal. As mordeduras ou arranhões de um morcego, raposa, coiote ou outro animal selvagem grande são especialmente perigosas. Estes animais podem transmitir a raiva inclusive mesmo não apresentando sintomas desta. Os morcegos podem transmitir raiva mesmo sem deixar uma marca visível de mordida na pele.

2- Mordidas por outros animais selvagens

Felizmente, considera-se que os roedores tais como ratos, ratazanas, cachorros do mato, esquilos listrados e coelhos não são portadores da raiva. Os esquilos raramente transmitem esta doença, mas deve-se ter cuidado pois os roedores podem transmitir outras doenças (como a peste).

3- Mordidas de animais domésticos que vivem fora de casa

Quase todas as mordidas de animais domésticos são causadas por cães e gatos. As mordidas de animais domésticos como cavalos podem ser tratadas utilizando a informação contida nestas orientações gerais. Em muitas regiões metropolitanas, os cães e gatos também não apresentam risco de transmitir raiva. O risco principal das mordidas de animais domésticos é a infecção grave da ferida e não a raiva, sendo as de gatos mais perigosa do que as de cães. Os arranhões de animais são tratados como as mordidas, pois estão contaminados com a saliva dos animais.

4- Mordida de animais domésticos que vivem dentro de casa

Os animais domésticos pequenos que vivem dentro de casa (tais como hamsters, cobaias e ratos brancos) não apresentam risco de raiva. As feridas incisas destes animais normalmente não precisam ser examinadas por um médico. Este tipo de ferida raramente atravessa a pele.

5- Mordidas de seres humanos

Quase todas as mordeduras de seres humanos acontecem durante brigas, especialmente entre adolescentes. Algumas vezes se produz um corte na mão ao se golpear um dente e estas apresentam mais chance de infectar do que as produzidas por animais. As mordidas nas mãos são as que apresentam maior risco de complicação. A maioria das mordidas das crianças muito pequenas não penetram a pele e não é necessário o exame de um médico.

Primeiros socorros em caso de contato com suspeita de raiva

Lave a ferida imediatamente com bastante água e sabão durante 10 a 15 minutos. Se for possível, lave a ferida cuidadosamente sob uma torneira. Se um animal selvagem ou doméstico porém está no local, chame imediatamente a polícia. Se o animal foi capturado ou está morto, evite todo o contato com o mesmo. A saliva de um animal raivoso pode causar raiva ao penetrar em uma ferida.

Cuidados domésticos com mordidas de animais (quando não há suspeita de raiva) e de seres humanos

1- Primeiros socorros na ferida aberta ou lacerada (corte profundo)

Antes de ir ao consultório de seu médico, lave a lesão com água e sabão líquido por 10 minutos. Esprema a ferida para que sangre um pouco. Além disto, verifique o estado de imunização de seu filho contra o tétano (se seu filho não tomou um reforço contra tétano nos últimos 5 anos, ele precisará tomar um dentro de 3 dias).

2- Arranhões e cortes superficiais

Para as feridas que não penetram profundamente na pele, lave a região com água e sabão líquido durante 10 minutos. Aplique uma pomada antibiótica na ferida duas vezes ao dia. Deixe-a exposta ou cubra com um curativo se é uma região fácil de sujar.

3- Alívio da dor

Dê acetaminofen ou ibuprofeno para a dor.

4- Observação do animal doméstico

Se existe qualquer possibilidade de raiva, o animal doméstico deve ser observado cuidadosamente caso haja indícios da doença. O animal deve ser isolado do contato com outros humanos por 10 dias. Se o animal pertence a outra família e estes não se mostram dispostos a cooperar, informe o incidente à divisão de controle de animais da cidade.

5- Prevenção das mordeduras de animais

Ensine seus filhos que eles não devem recolher animais selvagens doentes ou feridos, não devem acariciar cães estranhos, nem separar cães que estejam brigando, nem chegar perto de um cão que esteja comendo, nem tocar um cão que esteja dormindo. Sempre deve supervisionar crianças menores de 4 anos quando estiverem perto de algum cão. Os cães de raça pitt bull terrier, pastor alemão, doberman e São Bernardo são especialmente perigosos.

Procure um médico imediatamente se:

-
O animal apresentar possibilidade de ter raiva;
- Os dentes ou garras atravessaram a pele (quer dizer, se existe uma ferida perfurante). Observação: as mordidas de gato nas mãos podem se infectar rapidamente e necessitam de cuidados oportunos.
- A pele estiver aberta (quer dizer, pode necessitar de pontos).
- Parecer que a ferida começa a infeccionar (bordas vermelhas ou coloração avermelhada cada vez maior).
- A criança parecer muito doente.

Procure seu médico durante o dia se:

-
A dor aumentar após o segundo dia.
- A ferida não curou em 10 dias.
- Tiver outras dúvidas ou preocupações.

Escrito por B.D. Schmitt, M.D., autor de "Your Child's Health", Bantam Books.
Copyright 1999 Clinical Reference Systems



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: