Publicidade

Artigos de saúde

Aterosclerose

Dr. João Roberto D. Azevedo

Este é o nome que se dá ao processo de envelhecimento das grandes e médias artérias do corpo, que se tornam endurecidas e estreitadas. Conhecida também pelo nome de arteriosclerose.

É uma doença inflamatória que surge diante uma série de situações e que caracteristicamente produz alterações no calibre dos vasos devido ao depósito de gordura nas suas paredes.

É uma situação que facilita as embolias, as tromboses , e os infartos, isto é, os processos que levam à má irrigação sangüínea.

A aterosclerose se inicia na juventude e começa a ficar nítida por volta dos 50 anos. Pode ser identificada através do exame de fundo de olho, quando se visualiza artérias da retina.

É a base de moléstias como o acidente vascular cerebral ou derrame e o infarto agudo do miocárdio, duas das principais causas de morte no mundo ocidental.

Há situações em que o processo está mais acentuado podendo surgir logo na infância levando a manifestações cardíacas na juventude, mas isto caracteriza uma situação muito rara.

Não se conhece a causa da arteriosclerose, mas sabe-se que a hereditariedade é importante. A alimentação rica em gorduras (colesterol) é também um fator predisponente. O aumento de gorduras no sangue também pode ocorrer em algumas doenças, principalmente aquelas que apresentam diminuição do colesterol de alta densidade (CAD ou HDL - colesterol bom) e aumento do colesterol de baixa densidade (colesterol mal).

A diminuição dos níveis sangüíneo de CAD é considerada um fator de risco para doenças como o infarto do miocárdio que ocorre no adulto jovem, por exemplo. Os níveis de colesterol, entretanto, não tem muita importância na velhice. Outros fatores, denominados de risco por favorecerem ou acelerarem o processo de arteriosclerose são o tabagismo, a pressão alta, o diabetes, infecções por vírus, elevação de homocisteína no sangue, a obesidade, a vida sedentária e o estresse.

Sabe-se também que o tipo de personalidade pode favorecer o processo de arteriosclerose, destacando-se então as pessoas tensas e ansiosas. É um processo progressivo e inexorável.

Quando ocorrer acúmulo exagerado de material gorduroso dentro de determinados vasos sangüíneos, tornando-os ainda mais estreitos, pode haver a formação de placas ou ateromas. Este processo é denominado aterosclerose, termo que freqüentemente se confunde com o termo arteriosclerose, mas que na realidade significa formação de ateroma.

É um processo que surge mais tardiamente. A placa ou ateroma tende a se calcificar e apresentar ulcerações ou fissuras. Estas alterações da parede interna da artéria são os locais propícios para a formação de trombos.

O trombo é um agrupamento de componentes do sangue (plaquetas) que se prendem nestes locais alterados, ou placas, da parede das artérias. O crescimento do trombo pode levar à obliteração da artéria (trombose), ou um pedaço do mesmo, desprendido, pode entrar na corrente sangüínea e obliterar uma artéria menor mais distante (embolia).

A aterosclerose ocorre de preferência em grandes artérias, destacando-se: a aorta, artérias dos membros inferiores (femoral, poplítea, tibial), artérias do coração (coronárias) e artérias que irrigam o cérebro (carótidas).

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: