Publicidade

Artigos de saúde

A maioria das pacientes com câncer de mama tentam a medicina alternativa

Por Charnicia E. Huggins

NEW YORK – Mais de 70% das pacientes com câncer de mama estão combinando o tratamento médico convencional com tratamentos alternativos incluindo acupuntura, ervas, orações ou suplementos nutricionais. Mas os resultados do estudo mostram que muitas não relatam aos seus médicos que estão usando tratamentos alternativos.

"Somente um terço das mulheres com câncer de mama revelam que estão usando tratamentos alternativos a seus médicos enquanto quase todas as mulheres discutem seus tratamentos biomédicos tradicionais com seus responsáveis pelo tratamento alternativo," de acordo com uma publicação da Universidade da Califórnia, San Francisco (UCSF).

Um estudo de 5 anos foi realizado pelos pesquisadores da UCSF para determinar a razão desta falta de divulgação. Os resultados primários do estudo, publicado na edição de junho de 1999 do The Journal of Family Practice, foram baseados em entrevistas com 86 mulheres inglesas, espanholas ou chinesas que tiveram diagnóstico recente de câncer de mama enquanto moravam em San Francisco. Os resultados mais recentes foram apresentados na semana passada no 11º Congresso Internacional sobre a Saúde da Mulher, em San Francisco.

"As participantes que optaram por não revelar seu uso de medicina alternativa a seus médicos apresentaram uma das seguintes razões para não fazê-lo: impressão de desinteresse por parte do médico; antecipação de uma opinião negativa; convicção de que os médicos não tinham vontade ou capacidade de contribuir com informações úteis a respeito," disse a pesquisadora principal a Dra. Shelley R. Adler à Reuters Health). As pacientes também acreditavam que "a medicina alternativa ou complementar (CAM) usada era irrelevante para o prosseguimento do tratamento biomédico," disse Adler, uma professora assistente do Departamento de Antropologia, História Natural e Medicina Social da UCSF.

Uma paciente arrolada no estudo declarou "Quando eu toquei no assunto da medicina alternativa, meu oncologista realmente zombou disto. Não é que eu ache que ele deva acreditar nisto – eu apenas não queria que alguém rejeitasse a alternativa de todo .... e desta forma, em alguns sentidos, fosse desrespeitoso comigo."

As mulheres "tipicamente não estão avaliando a crença ou encorajamento em seus tratamentos alternativos particulares," explicam os autores, "mas elas apreciam médicos que sejam respeitosos, de mente aberta, que sejam capazes de ouvir, e sejam honestos quanto às limitações de seus próprios conhecimentos em relação à medicina alternativa ou complementar."

"A falta de resposta foi apontada como um sinal de que o médico não quer ouvir mais a respeito dos hábitos de seus pacientes," notam Adler e a co-autora Jennifer R. Fosket, em seu artigo.

Os pesquisadores também encontraram, ao contrário da crença popular, que as mulheres que procuram formas alternativas de tratamento não eram indivíduos mais velhos, "dispostas a tentar de tudo após receber um diagnóstico de câncer." Ao invés disto, os tratamentos alternativos foram mais comumente usados pelo grupo com idade entre 35 a 49 anos do que no grupo com mais de 60 anos. E muitas participantes "usaram tratamentos alternativos antes de saberem que tinham câncer de mama," acrescentam os pesquisadores.

A despeito das razões que levaram as pacientes a complementar a medicina tradicional com tratamentos alternativos, "É importante ser capaz de estabelecer uma relação com um médico geral que possibilite a discussão de todos os tipos de informações relacionadas à saúde," concluiu Adler. Ela se preocupa, "alguns tratamentos alternativos têm efeitos benéficos demonstráveis e outros podem interagir com tratamentos medicamentosos em vias clinicamente significativas."

Publicado em Bibliomed Saúde em 10/02/2000

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: