Publicidade

Artigos de saúde

O FDA Proíbe a Doação de Sangue por Pessoas que Tenham Vivido no Reino Unido

O Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos impôs uma proibição nas doações de sangue de qualquer pessoa que tenha vivido mais do que seis meses na Inglaterra entre os anos de 1980 a 1997, devido ao possível risco de transmitir a forma humana da encefalopatia espongiforme bovina, conhecida como a variante da doença de Creutzfeldt-Jakob (vCJD). Isto é o que informa a edição do British Medical Journal de 28 de agosto de 1999.

O período entre 1980 e 1997 coincide com o tempo em que a exposição à CJD estava no seu pico no Reino Unido. A Cruz Vermelha americana estima que a proibição diminuirá as doações de sangue no Estados Unidos em 2.2%.

Pessoas que visitaram a Inglaterra por períodos limitados não serão afetadas pela proibição, porém aquelas que foram repetidas vezes naquele período terão que somar as viagens para ver se estão com menos do limite de seis meses. A proibição também aplica às pessoas de outras nacionalidades que podem ter morado na Inglaterra durante o tempo em questão.

A variante CJD afetou aproximadamente 40 pessoas em todo o mundo, sendo 39 na Inglaterra. Nunca foi transmitida pelo sangue, exceto em situações de experimentos com animais em laboratório. O FDA porém, alega que está preocupado, pois os cientistas não averiguaram completamente como a doença é disseminada.

Estima-se que até 250.000 doadores possam ser afetados pela nova legislação. Uma proibição semelhante (ou seja, se o doador viveu na Inglaterra no período acima) foi feita aos habitantes do Canadá pelo serviço de saúde; informa-se que no Japão o Ministério da Saúde também está considerando a proibição da doação de sangue em casos semelhantes.

Fonte: BMJ 1999;319:535 (28 de Agosto de 1999)

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: