Publicidade

Artigos de saúde

Um Sexto dos Pacientes Escondem a Ocorrência de Crises Convulsivas nas Consultas

Um sexto dos pacientes epilépticos que tiveram crises convulsivas no ano passado não as relataram em detalhes para seus médicos, revela um estudo publicado no British Medical Journal desta semana.

O Dr. Jamie Dalrymple e o Dr. John Appeby, da University of East Anglia sugerem que a relutância em relatar convulsões pode ser porque os efeitos da epilepsia afetam o direito dos pacientes de ter licença de motorista, e de realizarem várias atividades profissionais e de lazer.

Dalrymple e Appleby analisaram respostas de 122 pacientes epilépticos de Norfolk, Inglaterra, a um questionário anônimo. Quarenta e quatro pacientes admitiram previamente a seu clínico geral que tiveram uma convulsão nos últimos 12 meses; contudo no questionário anônimo, 60 pacientes admitiram um episódio convulsivo recente. Destes, 40% tinham carteira de motorista.

Eles concluem que alguns pacientes claramente percebem que se beneficiam da omissão do relato de convulsões apesar dos riscos, mas que esta omissão pode levar a um tratamento inadequado – se os médicos não souberem que eles tiveram uma convulsão, então serão incapazes de tratá-los adequadamente. Os autores dizem que os médicos precisam se esforçar mais para explicar estes fatores para seus pacientes, incentivando-os a dizer a verdade durante a consulta.

Fonte: BMJ 2000;320:94-97 (8 January)

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: