Publicidade

Artigos de saúde

Como o Excesso de Amônia no Sangue Leva o Paciente com Doenças Hepáticas ao Coma?

A encefalopatia hepática é uma síndrome de disfunção cerebral secundária à insuficiência hepática aguda ou crônica, com ou sem derivação sangüínea portossistêmica espontânea ou cirúrgica.

Decorre da ação, no sistema nervoso, de substâncias tóxicas e nitrogenadas produzidas e absorvidas no tubo digestivo pela degradação protéica e não-detoxicadas pelo fígado.

Os produtos, especialmente a amônia, vencem a barreira do fígado, por insuficiência deste ou por atingirem o sistema cava por circulação colateral hepatofuga.

Sua ação na célula nervosa não está esclarecida, mas se o faz por tempo maior determina lesões irreversíveis. A amônia isolada não deve ser o mais importante, tanto que não há correlação entre o grau da síndrome e o seu nível circulante.

Se a alteração metabólica é por redução de parênquima hepático funcionante, a síndrome é denominada encefalopatia hepática.

Fonte: Cirurgia de Urgência - Vol. I - 2ª Ed. - 1994.

Copyright © 2000 eHealth Latin America



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: