Publicidade

Artigos de saúde

Espondilite anquilosante – exames complementares

© Equipe Editorial Bibliomed

O que é a espondilite anquilosante?

A espondilite anquilosante é uma doença do grupo das espondiloartropatias. Caracteriza-se pela presença de um processo inflamatório nas articulações (juntas) vertebrais, podendo evoluir com o desenvolvimento de deformidades progressivas.

A inflamação usualmente não é restrita às vértebras, podendo atingir também as juntas periféricas, bem como as articulações da bacia e as estruturas periarticulares.

O diagnóstico é baseado em critérios clínicos, embasados nas manifestações típicas da doença, em associação com alterações em exames complementares.

Quais os exames mais solicitados?

Os exames complementares usualmente solciitados pelo médico, diante da suspeita clínica de espondilite anquilosante, são radiografias, exames de sangue, e eventualmente exames mais sofisticados de pesquisa de um marcador presente com freqüência nos indivíduos com a doença.

Os exames de sangue comumente solicitados são a velocidade de hemossedimentação (VHS), proteína C reativa e hemograma.

A VHS e a proteína C reativa são denominados marcadores de fase aguda, e evidenciam a presença de processo inflamatório. Como a espondilite anquilosante é pautada pela inflamação articular e periarticular, tais exames mostram-se alterados na vigência da doença. O VHS é aumentado, bem como a proteína C reativa tem seus níveis elevados.

O hemograma costuma auxiliar na identificação de uma anemia, ocasionalmente associada com a doença.

O exame radiológico talvez seja o mais importante para demonstrar a presença da espondilite anquilosante. Nas fases iniciais da doença evidencia-se uma redução dos espaços articulares vertebrais, bem como é fácil perceber um desgaste ósseo vertebral e dos ossos da bacia.

Com a evolução da doença nota-se uma ossificação de diversas juntas vertebrais, constituindo o quadro conhecido como “coluna em bambu”.

Na doença avançada é comum aparecerem lesões típicas de osteoporose, bem como pode-se perceber eventuais fraturas nos ossos vertebrais.

Em casos excepcionais (ex: acometimento de diversos membros de uma mesma família), e também em pesquisas, pode ser solicitada a pesquisa do marcador HLA-B27, presente nas células de defesa do sangue (glóbulos brancos). Muitos estudiosos acreditam que tal marcador estaria associado com a propensão de desenvolver a doença.

Lembre-se: somente seu médico poderá orientá-lo acerca da melhor abordagem desta condição.

Fontes:

Cush JJ, Lipsky PE. Espondiloartropatias. In: Goldman L, Bennet JC. CECIL Tratado de Medicina Interna. 21a ed, editora Guanabara Koogan S.A. RJ, 2001: 1670 – 1678.

Salter RB. Distúrbios inflamatórios de ossos e articulações. In: Salter RB. Distúrbios e Lesões do Sistema Musculoesquelético. 3a ed, editora MEDSI Ltda, RJ, 2001: 209 – 258.



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: